As Cartas – Ser

Desenho: Amanda

Tu pode ler ouvindo essa música.

Às vezes parece que eu tô andando tão devagar que nada realmente existe 
Às vezes parece que eu tô andando tão rápido que a sensação é que nada vai durar 
Confusão deveria ser a palavra-chave pra isso tudo, bem como a sensação do vazio escancarado no meu peito coberto de sentimentos
A dualidade foge rapidamente por entre meus dentes ao tentar pronunciar palavras de segurança
É o céu desandando por entre meus caminhos turvos&turbulentos
As coisas andam me consumindo como se fossem buracos negros sugando todas as forças e luzes que emano
Entre lidar com a falta e prosseguir como um sujeito de desejo, acabo sabendo que já não sou mais eu
Porém já não sei se sou um outro alguém
Fui me constituindo e ao mesmo tempo eu fui me desfazendo e refazendo em tantas outras formas e pedaços que parecem uma junção desconexa e sem contexto
Eu aprendi que as coisas acabam aparecendo nos momentos em que estamos preparados para enxergá-las
Só que é difícil enxergar qualquer coisa quando se coloca uma venda em frente aos olhos pelo medo de olhar além do conhecido
Eu queria só ser
Mas eu queria mais ainda que isso fosse suficiente

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: