As Cartas – Flow

Por Amanda Carolina Fossá

Sempre fui boa em me enfiar nas entranhas das dúvidas e na plasticidade impermeável do meu sofrimento Tenho vivido meses estranhos e dias compridos demais pra representarem algo concreto...

As Cartas – Ser

Por Amanda Carolina Fossá

Imersa em pensamentos intransitáveis Busco chaves de quartos onde guardo memórias tocadas com ternura pra que não sejam esquecidas...

As Cartas – Sem título

Por Luísa Madureira

escrevo isso pra desbaratinar o efeito que a música gospel, escolha do motorista da carona, tem sobre mim. momento infeliz. esse tinido ecoa no fundo da minha cabeça e se embala nesse impulso melancólico...

As Cartas – Coragem

Por Amanda Carolina Fossá

A incongruência das relações me faz pensar que somos todos rostos com semblantes conflituosos e por inúmeras vezes vazios...

As Cartas – Ser

Por Amanda Carolina Fossá

Às vezes parece que eu tô andando tão devagar que nada realmente existe

Às vezes parece que eu tô andando tão rápido que a sensação é que nada vai durar

Realidade

Por Amanda Carolina Fossá

A oposição sempre fez parte de mim

Os conflitos criados na minha cabeça eram provocados pra tentar manter a ordem

Uma carta extraviada

Por Luísa Madureira

área, território, zona, lugar, terreno, como queira. nesses espaços as coisas acontecem. acontecem por uma espécie de artifício causador, diria o filósofo...

Tema: Baskerville 2 por Anders Noren

Acima ↑