As Cartas – Controle

Foto: Amanda

Tu pode ler ouvindo essa música.

O tempo se move lentamente 

Rastejando

Uma serpente pronta pra dar o bote

As ideias que passam pela minha cabeça são escorregadias

Sem concretude alguma 

Me vejo lapidando uma pedra preciosa 

Brilhante e sem formato algum

Vivo cada vez mais no presente

Mas vez ou outra, me pego tentando ver pela janela do amanhã 

É como se eu tirasse meus óculos

Enxergo borrões de consequências

E presenças se esvaindo

O jogo da mente é conturbado

Quando estou acordada, penso

Quando durmo, sonho com os pensamentos que transitaram por mim durante o dia 

Ah, se eu pudesse ter controle de algo… 

Nunca tive

Pelo menos agora eu percebo

Que o único conteúdo que carrego em minhas mãos

Sou eu mesma junto de coisas que sinto

Com cuidado

Pra não desequilibrar com o atropelo da realidade

Tentando sempre derrubar tudo no chão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: