As Cartas – Tu é a poesia

tu deitada no sofá
assistindo um filme
linda
concentrada
distraída
a gata
no meio das tuas pernas
deitada
não sabes que estou a te olhar
a gata não sabe que estou a olhá-la
uma dorme
a outra ri
com um filme produzido para rir
penso em fazer um filme de ti
mas tu não deixa te filmar
então te fito
daqui
sentado
ouvindo uma poesia
vejo uma poesia
que é tu
e essa gata dormindo

Por Carlos Eduardo Pereira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: